domingo, 6 de julho de 2008

Ou Isto Ou Aquilo


Estou me sentindo neste exato momento como a poesia da Cecília Meirelles "Ou Isto Ou Aquilo". Trabalhei bastante e cheguei bem cansada em casa. Bateu um desejo enorme de comer aquele salmão BBBB (bom, bonito e barato do boteco) que eu amo...Só que estou pensando que eu vou ter que (tomar banho - óbvio), me arrumar, dirigir...Lembrando que nosso vestir é bem mais trabalhoso que o masculino...Sem falar no sentimento de "Carpe Noitem" de quem passou um dia lindo como hoje confinada...Bem, enquanto eu decido por ficar no conforto do lar ou satisfazer a minha vontade gástrica, vou deixar a poesia do meu instante registrada aqui no blog.



Ou Isto ou Aquilo


Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo em dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo...
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.


Cecília Meirelles

2 comentários:

PEDRO MENEZES disse...

Hahahaha!!! Eu adoro esta poesia, é bem bonitinha. Até fiz uma peça, quando criança, sobre a mesma.

Em tempo, o primeiro post do meu blog é sobre esta poesia...rs =P

Beth disse...

É uma graça, né?
E a gente cresce e continua num eterno "Isto ou Aquilo"...
Escolhendo a todo momento - ainda bem que nossas chances de acertar são altas - 50%...Se bem que nem tudo é tão dicotômico - certo e errado, preto ou branco...Por vezes as nuances de cinza também podem ser válidas...O importante é nunca deixar de tentar, não é mesmo?