sábado, 21 de junho de 2008

Alcunhas



Após anos e anos de apelidos traumatizantes como "Beth Baleia" (acompanhado do "jingle": Beth baleeeiaaa, engoliu a praia inteeeira) - este dado pelos meus coleguinhas (monstrinhos?) de jardim de infância. Outra alcunha jocosa, criada pelo meu estimado irmão, foi "Tonhão"(já mencionado aqui). Nada pode ser tão ruim que não possa ser piorado, inclusive a auto-estima de uma aborrescente (sem mágoas - é só uma constatação).
Finalmente, um apelido do qual me orgulho. É a terceira pessoa (gênero masculino)que me diz que guardo alguma semelhança com a atriz Catherine-Zeta-Jones (além das escleróticas - vulgo "branco do olho"). Eu sei que sou mais cheinha (eufemismo para gordinha) e meu nariz é mais batatudinho do que o dela (só que o meu é peça original de fábrica - o dela é fruto de uma rinoplastia), mas fiquei feliz com a associação.
Confesso que resisti bravamente à minha piada interna: "Só se for a Catherine depois da explosão nuclear" (ou quem sabe, atropelada por uma jamanta?). Simplesmente disse: "Obrigada! Se antes eu me achava, agora tenho certeza!". Muito boa essa, né?

3 comentários:

David disse...

Estava mais que na hora de aceitar elogios à tua beleza! A tua resposta tradicional era de entristecer...
Um grande abraço!

David

Laura disse...

beth beth beth..to rindo muito com essa tua postagem....minha noooossa...tu eh mesmo sensacional!!!!!se eu fosse tu...fazia da medicina um hobby e tinha a 'escrita' como profissão principal...n o t a 10, amiga!!!! Bjobjo

Beth disse...

Laurinha, estão me dizendo tanto isso que vou começar a considerar seriamente o assunto! Mas a Medicina sempre vai ser o meu amor "titular"!

Beijos!